História das Limousines


A palavra limousine é originária de uma cidade na França chamada Limousin e originalmente não era um veículo mas sim uma peça de roupa, os pastores em Limousin criaram uma capa de chuva com um capuz para protegê-los das intempéries do tempo, e essa capa passaria a se chamar limousine.
E também com intuito de proteger da chuva, carroças para transporte de passageiros passariam a receber uma cobertura, onde passageiros mais abastados podiam sentar protegidos enquanto o condutor levava os cavalos, e eventualmente, os construtores de carroças de Paris começaram a chamar de limousine as carroças cobertas.
Com a criação e popularização dos primeiros automóveis, voltou-se a utilizar o termo limousine aplicado a automóveis conduzidos por alguém contratado para transportar passageiros sentados confortavelmente na parte traseira, a capota também passou a cobrir o posto do motorista, más a designação mesmo de limousine era devido a existência do chofer, como tal, a definição de limusine de 1916 da Sociedade de Engenheiros de Automóveis dos EUA é “um carro fechado, com três a cinco lugares no interior, com o assento do motorista do lado de fora”.
Estima-se que o primeiro automóvel limousine alongado tenha sido criado no século 20, utilizando um modelo Ford, uma empresa de ônibus chamada Armbruster, criou o carro 4 portas, alongado, para transportar famosos. Daí nascia a tendência de alongar os veículos para tornar o compartimento de passageiros com maior capacidade e conforto.
A tendência então não pararia, várias limousines surgiriam a partir de automóveis de luxo de várias marcas, como Lincoln e Cadilac.
A Cadilac teria grande sucesso na fabricação de limousines, começando por modelos utilizados por autoridades políticas, um dos primeiros presidentes dos Estados Unidos a usar uma limousine CADILLAC foi Woodrow Wilson, que comandou nas ruas de Boston a parada de comemoração da vitória na I Guerra Mundial. Em 1930, dois Cadillac conversíveis, batizados de “Queen Mary” e “Quenn Elizabeth” foram entregues ao governo dos Estados Unidos, equipados com verdadeiro arsenal de munição, rádio para comunicação e grandes geradores. Estes dois “Queen” serviram aos futuros presidentes americanos, quando deram lugar as versões mais modernas em 1956 e 1968.
Desde então muitas nações têm carros oficiais do estado projetados para transportar funcionários do governo. Os principais líderes têm limusines dedicadas e especialmente equipadas. O carro do estado presidencial descreve a história das limusines presidenciais dos Estados Unidos, que chegou a altos níveis de sofisticação e segurança.
Nos países de língua alemã, uma limusine é simplesmente um sedan de tamanho normal , enquanto um carro com distância entre eixos maior é chamado Stretch-Limousine, limousine elástica, em tradução livre.

No Brasil a primeira llimousine seria fabricada em 1967, pela então Willys, o Itamaraty Executivo, até hoje única produzida por um grande fabricante, era o primeiro automóvel nacional equipado com ar condicionado (ainda que apenas no compartimento traseiro). Com 5,52 m de comprimento. No total foram produzidas 27 limousines, sendo 2 protótipos, 19 do modelo Standard e 6 do Especial. Sua carroceria foi desenvolvida em conjunto com a Karman-Guia. Na ocasião do lançamento, um modelo Especial foi entregue ao então ao presidente Marechal Castelo Branco.
Outra empresa que se aventurou no alongamento de veículos comuns foi a SR veículos especiais, no final de 1981, além das cabines-duplas para a picape F-1000, foi apresentado o Del Rey Executivo, alongado 35 cm, com telefone, bar, ar condicionado e acabamento de luxo ao estilo limusine. Um ano depois o modelo seria alongado em mais 10 cm, sendo todo o espaço adicional alocado às portas traseiras que, alargadas em comprimento equivalente, melhoraram substancialmente a acessibilidade. Na mesma época foi lançado o Del Rey Conversível.
Em dezembro de 1982 foi feita a limusine Landau, 95 cm mais longa do que o carro original, com vários equipamentos de luxo, além de vidro divisório para o motorista e quatro poltronas montadas frente a frente, formatando um salão no compartimento traseiro, veículo que por muito tempo foi utilizado pelo cantor Roberto Carlos.
Esse tipo de veículo, não mais deixaria de ter presença marcante em todo tipo de evento importante, não apenas por celebridades e autoridades, más casamentos, aniversários, entre outros, assim como ampla utilização no cinema. Várias empresas especializadas na preparação na construção limousines surgiram ao redor do mundo, capazes de fazer uma gana enorme de tipos de veículos, com os mais diferentes requintes e acessórios, normalmente são utilizados sedans de luxo, como lincoln, cadilacs, chrislers, rolls royce, porém, nada impediu que utilitários, picapes e super esportivos também.

CONTATO do Canal: qravolantao@qravolantao.com.br
FACEBOOK: o

Recent Content

error: Content is protected !!